Mesa de jantar Vitruvio

Sabe aquela separação forçada entre "humanas" e "exatas"? Sem querer entrar em detalhes, mas a gente não acredita nela. E o Leonardo da Vinci também não acreditava, tanto é que foi um gênio absoluto tanto como engenheiro quanto como pintor.

Pensando nele, e no "homem vitruviano" que desenhou (e que nos lembra todo dia que o homem, visto como um todo, é a fonte de equilíbrio e proporção no que se desenha e se constrói) o jovem designer sueco Mikael Botta desenhou a mesa de jantar Vitruvio.

O pé lembra diretamente o desenho do Leonardo, mas a afinidade vai além: Vitruvio surge do equilibrio entre seu tampo de madeira, que só as mãos de artista dos nossos marceneiros conseguem realizar, e seus pés de aço jateado, que demandam uma precisão industrial de engenheiro.

As madeiras maciças (sucupira preta e tauari em encaixe), de manejo sustentável, são escolhidas tábua por tábua para que tenham um desenho particularmente expressivo.

As proporções - de mesa de jantar para caber seis homens vitruvianos sentados - criam uma harmonia ao mesmo tempo minimalista e sofisticada. Tanto é que Vitruvio é uma das peças Acierno selecionadas para o catálogo do melhor dos 20 anos do Salone Satellite di Milano: ele foi apresentando por Mikael em 2016, e foi justamente no Satellite que a equipe Acierno se apaixonou pelo projeto e resolveu edita-lo com madeiras maciças brasileiras.

Dimensões cm 180x90x75h