O valor da verdade

Outubro 10, 2016

O valor da verdade

Certamente não é uma novidade, um blog no site de uma empresa. Com a quantidade de banalidades que se escrevem todo dia, então, qual é a necessidade de por no ar mais um? Oh, pergunta válida. Mas, pensando melhor, pode se perguntar a mesma coisa sobre a empresa toda: afinal, a Acierno, para que serve? Vale a pena todo esse trabalho? E é aí que chegamos rapidamente no que faz de Acierno uma empresa muito, muito diferente.

Fazemos o que fazemos porque é o nosso Dever, com D maiúsculo e tudo. Ah, não é para ganhar dinheiro? Também é, vai. Mas não é esse o principal. Nosso dia a dia faz sentido porque sabemos o que estamos criando, juntos: algo transformador. Algo radical. Algo novo. Algo fundamentalmente lindo.

Tá, ok. E o blog com isso? Mesma coisa: assim como não podemos não fazer o que fazemos, porque é o nosso Dever, também não podemos não contar a história de como estamos trabalhando, de porque fazemos as coisas de certa maneira e não de outra, dos obstáculos que removemos, das satisfações que encontramos.

E temos que faze-lo do nosso jeito: falando a verdade. A verdade mesmo. Sabe, aquela abordagem que faz tremer os pulsos de um departamento de marketing e da assessoria de imprensa? Exatamente. Tanto é que eu edito esse blog pessoalmente - escrevo ou convido para escrever e assinar, mas quem faz clic no botão "post" sou eu, e eu só.

Tem valor, a verdade. Muito. Acredito nisso, acreditamos todos nisso, na Acierno. Especialmente neste país: tem valor justamente por ser, infelizmente, em geral pouco valorizada pelas empresas, e até por seus consumidores. Por isso gostamos de pensar que o que define nossos clientes não é o censo, não é o CEP, não é o gosto por um estilo ou o desgosto por outro, não é a formação, não são as ideologias: é o simples fato de gostar da verdade.